Seja bem-vindo a AULAS100, o espaço que ensina informação e conhecimento, com artigos e curiosidades, todos relacionados a temas educativos e de saúde que transformam os leitores em curiosos, competentes e formadores de opinião.

4 de nov de 2009

Identificar notas sem valor

Frequentemente, notas e moedas falsas não param de circular em todo o país, mas é um crime de curta duração diante da eficiência das autoridades que prendem, a cada dia, falsificadores, apesar de estes surgirem mais e mais.

Algumas escolas ensinam como reconhecer o dinheiro falso e também a moeda. Portanto, as orientações de alerta, das campanhas contra as notas sem valor, não podem ser realizadas através somente de jornais, revistas, TV, cartazes e bancos.

A escola pode também fazer sua parte. Com a campanha, o banco espera disseminar e incentivar o hábito de verificar as cédulas, que ainda é visto como uma indelicadeza pela população. Essa indelicadeza é que incentiva a prática criminosa.

Nas minhas aulas de Biologia, quando introduzo o capítulo sobre microorganismos - bactérias, vírus, protozoários, fungos microscópicos -, peço aos alunos que tragam uma nota de 2, 5, 10 ou 50 e faço com eles uma brincadeira: além de informá-los que o dinheiro é também alvo de contaminação por bactérias, pergunto se cada um sabe identificar uma nota falsa, e depois uso o slide ou cartaz para o trabalho nas complementações.

Deixo, então, essa sugestão que pode ser trabalhada em outras áreas de ensino.

Todas as notas e moedas possuem elementos de segurança que não costumam ser copiados pelos falsificadores. Vamos aprender a resolvê-los?

A idéia é usar legendas, colocando letras (ou números), uma em cada área, e depois associá-la com sua respectiva orientação. As notas de R$ 50 são as mais falsificadas, respondendo por quase 60% do total, as mais fáceis de serem encontradas em circulação. Alguém sem atenção pode não reconhecer.

A - Segure a nota contra a luz, com o lado que tem a numeração para frente, e tente achar a marca d´água. O símbolo - que pode ser a bandeira nacional, uma figura que representa a República, uma tartaruga marinha ou um mico leão dourado - fica na extremidade esquerda da nota.
B - Observe o interior dos números que representam o valor. As notas verdadeiras têm pequenas letras "B" e "C". Com o uso de lente, fica mais fácil visualizá-las.
C - Passe os dedos sobre a nota e sinta a textura do papel. Os números do valor da nota, a palavra BANCO CENTRAL DO BRASIL e a figura da República têm que estar impressas em relevo.

D - Coloque a nota na altura dos olhos, com a face virada para cima, sob a luz. No canto inferior esquerdo devem aparecer as letras "B" e "C". Com o auxílio de lente, a visualização fica mais fácil.

E - Veja se a nota tem o fio vertical de segurança, de cor escura, mais facilmente visível com a nota contra a luz. Mas atenção: ele não está presente nas notas de R$ 1, de R$ 2 e de R$ 5.
F - O símbolo das Armas Nacionais estão impressoa nos 2 lados da nota. Coloque a cédula contra a luz e observe se os 2 desenhos se ajustam perfeitamente um sobre o outro.
VISÃO MAIS AMPLA (a de cima é a falsa)
1 - Note a marca d´água, conforme a explicação do item A.

2 - Confrontamos pequenos fios espalhados no papel, nas cores vermelha, azul e verde, e podem ser vistos em ambos os lados, ao longo de toda a cédula.
3 - Na falsa, nem se trata de um fio. Parece uma impressão mal feita e toda serrilhada. Na verdadeira, nota-se a uniformidade e perfeição da linha.


Agora, uma visão geral - frente e verso - para verificarmos a aprendizagem. A cédula superior é a falsa; a inferior é a verdadeira.


Com as moedas
Embora seja raro encontrarmos moedas que sofreram falsificação, não significa que não devemos estar atentos. Por isso, existem também, para elas, recomendações para nos proteger desses problemas de fabricação de moedas falsas.

As moedas mais freqüentemente falsificadas são as de 50 centavos e 1 Real da segunda série (ou seja, as emitidas a partir de 1998, no padrão bicolor para as moedas de 1 R$).

Em 2002 mudou o material utilizado para a fabricação destas moedas, sendo as novas mais brilhosas.

1 - Fique atento ao tamanho e peso da moeda - que sempre variam no caso das falsificadas. Faça uma comparação com outra de mesmo valor.

2 - Aproxime um imã da moeda. As comuns não são atraídas por ele - mas as falsificadas sim. Contudo, a simples conferência de magnetismo da moeda não é suficiente, pois, dependendo do ano de produção, algumas moedas são magnéticas e outras não.

3 - Observe o formato da moeda. Como a forma de prensá-las é menos sofisticada, as falsas ficam com formato levemente côncavo.

4 - Olhe bem também para o desenho impresso. As falsas geralmente têm imperfeições.








1 comentários:

Anônimo disse...

A maneira mais facil e rapida é ogar a moeda no chao se ela ficar kikando é da boa agora se ela faser um barulho estranho e nao pular é falsa teste comprovado iso 14001

12 abril, 2011

Postar um comentário

- Valeu pela visita de vocês e fiquem à vontade para ler e comentar.
- Dêem uma olhada também nas postagens antigas, tem muita coisa bacana para ler e aumentar o conhecimento.
- O mesmo vale para quem chega até aqui através das buscas. Voltem sempre.

.... ...