Seja bem-vindo a AULAS100, o espaço que ensina informação e conhecimento, com artigos e curiosidades, todos relacionados a temas educativos e de saúde que transformam os leitores em curiosos, competentes e formadores de opinião.

20 de out de 2009

Existem 2 tipos de sonhos e de sonhadores



O blog AULAS100 não transmite apenas informações sobre escola, informática e saúde. Os assuntos de reflexão são também muito importantes e ótimos de serem lidos quando precisamos aliviar nossa parte emocional, principalmente quando sonhamos com um ou vários ambiciosos projetos, e a ansiedade de serem postos em prática e, no final, poderemos dizer que o sonho foi realizado. Quem exerce carreira médica, de dentista, de professor ou de engenhearia, é porque era o sonho desde a infância, incentivado ou não pelos pais. Muito legal isso, não é?

Tudo o que somos ou fazemos, veio primeiramente dos sonhos. Aprendemos, nas aulas, inúmeras descobertas e invenções feitas por inesquecíveis geniosos - Einsten, Galileu, Aristóteles, Darwin, Da Vinci - que, assim como nós, sonharam, antes de concretizarem suas obras maravilhosas.

É normal, nas escolas de ensino médio e fundamental, o professor dar ênfase apenas às aplicações de cada descobridor para explicar diversos fenômenos físicos, químicos, geológicos ou biológicos, mas o lado reflexivo não é abordado, não por falta de informações do professor, mas em função do tempo limitado que o horário escolar estabelece.

Segundo o psicanalista Luiz Alberto Py, ele explica que existem 2 tipos de sonhos e de sonhadores. Uns criam projetos que alimentam a engrenagem do mundo, geram mudanças.

Outros se aprisionam dentro de sonhos impossíveis. Como o filme "O Caminho da Vida" que conta a história do mendigo que substitui os cuidados com o filho doente pela ilusão de uma linda casa.

Nada se faz sem ser sonhado antes, define Alberto Py, não se tratando de repetir rotinas, pois para isso não é necessário sonhar. Mas de qualquer construção, qualquer criação, qualquer acréscimo. Cada tijolinho de todas as realizações da civilização foi antes sonhado.

Ele defende a importância de se sonhar acordado, mas alerta que há sonhos que se tornam substituição da realidade.

Existem 2 tipos de sonhos: um que antecipa a realidade. Mas tem um sonho que se torna substituto do real. A pessoa passa a se satisfazer com ele. É o chamado "sonho masturbatório", porque a pessoa não precisa realizá-lo. Goza com ele e não faz mais nada. Esse é o sonho do neurótico, que prejudica a possibilidade de realização, segundo o psicanalista.

Já os sonhos construtivos são sinal de saúde mental, explica o psiquiatra Carlos Eduardo Goulart Brito. Ele ressalta que pessoas deprimidas não costumam fazer planos de futuro porque são pessimistas.

O sonho cria esperança e expectativa. Planejar e sonhar são boas vitaminas para o humor e bem-estar. Desde que os sonhos não sejam impossíveis de realização.

Quando metas positivas são criadas, o sonhador ganha motivação. A pessoa antecipa ganhos e se vê capaz de realizações. É uma atitude que gera motivação. Entretanto, sonhar de forma exagerada, criando ideais que nunca vai realizar, torna o sujeito um sonhador alienado.

O segundo caso é relacionado exatamente com o filme "O Caminho da Vida" cuja trama se passa numa favela de Tóquio:
O mendigo sonha com a casa maravilhosa que terá um dia. Todo dia, ele acrescenta algo na casa. O cineasta mostra como seria essa casa dos sonhos. Durante o filme, o filho fica doente e o mendigo só fala da casa. No fim do filme, o menino está morto e ele o sacode, diz que a casa vai ter piscina, será uma maravilha.

Nós, profissinais de ensino, devemos sempre fazer um filme ligado ao primeiro caso, o de criar metas positivas e sem obstáculos para serem concretizadas. A motivação acontece, baseada na dedicação ao ensino, e é assim que devemos tê-la tanto com os alunos quanto com os demais colegas de trabalho, trocando idéias, sugestões.

2 comentários:

Sandra disse...

Muito bom texto amigo. acredito que tmos que ver antes e depois interagir com os alunos.
Temos que estar sempre buscando novs formas de estar motivando nossos alunos a prenderem e gostar de aprender.
Hoje está muito dificíl. Só quem é professor pode entender, muito bem este dilema. Embora, para nós um ato de amor, e principlmente nossa profissão de ducador, não está fácil.

Retribuo o carinho deixado no blog Uma interação de amigos.
Gostei muito do seu depoimente, texto lá deixado.
Muito obrigado, pela visita amigo.
sandra

20 outubro, 2009
Reijane Aguiar disse...

curtir muitooo o blog... obg por compartilhar seu entendimentooo....

06 agosto, 2013

Postar um comentário

- Valeu pela visita de vocês e fiquem à vontade para ler e comentar.
- Dêem uma olhada também nas postagens antigas, tem muita coisa bacana para ler e aumentar o conhecimento.
- O mesmo vale para quem chega até aqui através das buscas. Voltem sempre.